O movimento Segunda Sem Carne, também chamado de Meatless Monday e Meat Free Monday,  é um dia da semana reservado para retirar a carne das refeições.

A campanha iniciou-se nos Estados Unidos em 2003 e hoje é aderida em muitas partes do mundo. A segunda-feira foi escolhida porque o consumo de carne é muito maior aos fins de semana e, por isso, estimulam-se refeições mais leves após esse período.

O objetivo do movimento é incentivar as pessoas a experimentarem outros tipos de alimentos e diversificarem seus cardápios. Além  disso, chama-se a atenção para os impactos gerados entre os humanos, animais e meio ambiente pelo consumo excessivo de carne.

Por que a campanha foi criada?

A pecuária é uma atividade que gera grande impacto devido ao desmatamento, consumo de água, uso de pesticidas, entre outros. Para se ter ideia, a cada quilo de carne bovina produzido é utilizado aproximadamente 15,5 mil litros de água.

A carne é um produto de origem animal rico em proteínas. Mas esse macronutriente também pode ser obtido através de fontes vegetais e, em razão disso, a Segunda Sem Carne incentiva o consumo de produtos alternativos em favor da saúde humana e contra o sofrimento animal.

Soja, quinoa, grão de bico e cogumelos são algumas das inúmeras opções mais conhecidas para substituir a carne animal. Por exemplo, quando você come uma sardinha está ingerindo aproximadamente 8 g de proteínas, o mesmo que se optasse por comer 100 g de tofu.

Segunda Sem Carne no Brasil

No Brasil, o movimento foi iniciado em 2009 pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) com o apoio de empresas e órgãos governamentais. Hoje, é o país que tem mais adeptos, ultrapassando mais de 80 milhões de refeições sem carne.

A campanha se concentra também em incentivar a ingestão de alimentos benéficos, como frutas, legumes, verduras e vegetais. Como consequência, escolas da rede pública de alguns estados, como São Paulo, investem em refeições cujos componentes não possuem origem animal através do programa Alimentação Escolar Vegetariana.

Restaurantes populares têm implementado cardápios vegetarianos às segundas-feiras como refeição alternativa desde 2014 para promover a aceitação pelos brasileiros.

Saiba também sobre o Dia Mundial do Veganismo.