O Ano Bissexto consiste no ano que tem 366 dias, ou seja, um dia a mais do que os 365 habituais. Esse "dia extra" ocorre a cada 4 anos, quando é adicionado o 29 de fevereiro no calendário.

Quando será o próximo Ano Bissexto?

  • 2020    29 fevereiro 2020
  • 2024    29 fevereiro 2024
  • 2028    29 fevereiro 2028
  • 2032    29 fevereiro 2032
  • 2036    29 fevereiro 2036
  • 2040    29 fevereiro 2040
  • 2044    29 fevereiro 2044
  • 2048    29 fevereiro 2048
  • 2052    29 fevereiro 2052
  • 2056    29 fevereiro 2056
  • 2060    29 fevereiro 2060
  • 2064    29 fevereiro 2064
  • 2068    29 fevereiro 2068
  • 2072    29 fevereiro 2072
  • 2076    29 fevereiro 2076
  • 2080    29 fevereiro 2080
  • 2084    29 fevereiro 2084
  • 2088    29 fevereiro 2088
  • 2092    29 fevereiro 2092
  • 2096    29 fevereiro 2096

Leia 29 de fevereiro: descubra o próximo e quando comemorar o aniversário.

Regras para calcular o Ano Bissexto

Para saber quando será Ano Bissexto devemos seguir o seguinte princípio: todos os anos múltiplos de 4 que também NÃO são múltiplos de 100, com exceção dos múltiplos de 400, deverão ser anos bissextos.

Por exemplo, 2004 e 2008 são múltiplos de 4 e, por este motivo, considerados anos bissextos. No entanto, 1900 e 1700 não foram anos bissextos, pois eram múltiplos de 100. Já o ano 2000, por outro lado, como é um múltiplo de 400, foi considerado ano bissexto.

Este método não é infalível, pois a cada 8 mil anos teremos um dia sobrando no calendário terrestre. Os cientistas esperar desenvolver uma nova regra ou mecanismo que possa regularizar esta falha no futuro.

Por que existe o Ano Bissexto e qual sua importância?

O ano bissexto serve para ajustar o calendário terrestre, pois na realidade um ano não tem 365 dias, mas sim 365 dias, 5 horas e 48 minutos. Ou seja, cada ano tem em média 365 dias e 6 horas, sendo que ao somar essas 6 horas extras ao longo de 4 anos, temos o total de 24 horas (um dia inteiro). 

Desta forma, com o ano bissexto acabamos por recuperar este "dia em falta". Caso não existisse esse "ajuste" no calendário terrestre, depois de certo tempo as estações do ano começariam a ficar descompassadas, devido à falta de sincronização com a translação da Terra.

Por exemplo, caso não existisse o ano bissexto, a cada 700 anos o Natal aconteceria durante o verão do Hemisfério Norte e no inverno do Hemisfério Sul, ou seja, completamente diferente do que é na realidade.

Saiba mais sobre as Estações do Ano.