O Dia da Consciência Negra é celebrado no Brasil em 20 de novembro.

Essa data remete ao dia da morte de Zumbi dos Palmares, um importante líder que simboliza a luta contra escravidão.

A representatividade da comunidade negra tem aumentado ao longo dos anos. Entretanto, o racismo ainda é uma problema presente na sociedade.

Por isso, esse dia é uma grande oportunidade para refletir sobre a história e a luta pela igualdade.

Confira uma lista com 7 filmes que relatam os conflitos causados pela questão racial e discriminação, importantes para entender a importância dessa data.

1. Moonlight: sob a luz do luar (2016)

Moonlight

“Em certo momento você precisa decidir quem você quer ser! Você não pode deixar ninguém tomar essa decisão por você.” Essa é uma das marcantes frases do ganhador de três Óscares em 2017, Moonlight.

O drama estadunidense, lançado em 2016, apresenta a vida de Chiron, personagem principal, em suas 3 fases: infância, adolescência e juventude.

O filme narra a procura do jovem por respostas para seus questionamentos mais íntimos, na busca de entender quem ele é. Durante esse percurso, os fatos da vida de Chiron são apresentados.

O racismo e a homofobia são temas abordados nessa produção, em que um jovem tenta construir sua identidade numa sociedade que o oprime. A insensibilidade, a violência e como o homem negro é moldado em um mundo racista farão você refletir sobre os conflitos vividos por Chiron.

Para saber mais sobre essa data tão importante, leia: Dia da Consciência Negra.

2. 12 anos de escravidão (2013)

12 anos de escravidão

“A escravidão é um mal que não devia acontecer a ninguém.” Essa fala resume o que o ganhador de três Óscares em 2014 quer que seu público interiorize após assisti-lo.

Solomon Northup, personagem principal, e todos os negros no período de escravidão, têm as injustiças sofridas durante esse período, apresentadas nessa produção.

A vida tranquila de Solomon, homem negro nascido livre, ao lado da esposa e filhos, é transformada quando ele é sequestrado e vendido como escravo. A partir de então, 12 anos são marcados por humilhações, violência e exploração.

A luta por sobrevivência e estabilidade emocional ao ser vítima da maldade existente no coração do homem te levarão a pensar como a cor pode separar as pessoas, e não te deixarão indiferente ao sofrimento causado pela escravidão.

Saiba em quais estados brasileiros o Dia da Consciência Negra é feriado: Feriados Estaduais no Brasil.

3. Duelo de titãs (2000)

Duelo de titãs

“Eu não serei intimidado. É assim que as coisas são.” A frase dita pelo treinador Boone, no filme Duelo de titãs, demonstra a sua perseverança contra o racismo que divide o time de futebol americano Titãs.

O drama biográfico, baseado em uma história real, foi lançado em 2000 e relata as tensões raciais em um time universitário durante o campeonato no auge da segregação racial.

A liderança eficaz exercida pelo técnico transformou a relação entre negros e brancos, pois o respeito mútuo e a luta pela igualdade ressaltaram a habilidade e competência da equipe. Como resultado, venceram os desafios que se colocavam entre eles e se tornaram vitoriosos.

Não deixe de ler mais um texto relacionado com este tema: Dia Internacional Contra a Discriminação Racial.

4. Estrelas além do tempo (2016)

Estrelas além do tempo

"Toda vez que temos a chance de avançar, eles mudam a chegada." Essa frase, dita em Estrelas além do tempo, diz o que três mulheres negras enfrentaram ao lutar contra o machismo e o racismo para trabalhar na NASA.

O drama biográfico estadunidense, lançado em 2016, relata os acontecimentos durante a corrida espacial entre Estados Unidos e União Soviética. As protagonistas do longa-metragem são mulheres negras que se destacaram pela decisiva atuação nesse período, embora permanecessem no anonimato.

O preconceito arraigado tentou impedir três cientistas negras de ascender na hierarquia da NASA, mas hoje elas são reconhecidas pelos seus feitos. Filmes como esse dão voz à luta das mulheres em uma sociedade que tem a segregação institucionalizada.

Você também pode se interessar por: Dia da Mulher Negra Latina e Caribenha

5. A última abolição (2018)

A Última Abolição

"Tudo o que a gente tem é resultado de muita conquista, resultado de luta, por isso não é possível parar de lutar." Essa é uma das frases que leva o espectador a refletir em A última abolição.

Documentário produzido por Alice Gomes e lançado em 2018, a produção reflete sobre o Brasil como “último país ocidental a abolir a escravidão”. 

Para entender o período de escravidão no Brasil, os fatos que culminaram na assinatura da Lei Áurea e a luta do povo negro pela sua libertação, assista a essa retrospectiva detalhada.

Nessa produção você vai entender que a abolição da escravidão foi o primeiro passo para a emancipação. Entretanto, não apagou o seu legado. A opressão vivida por tanto tempo exigiu do povo negro força e coragem para mudar o seu destino.

Para saber mais sobre a história da escravidão no Brasil, leia: Abolição da Escravatura

6. Pantera negra (2018)

pantera negra

“Em tempos de crise, os sábios constroem pontes, enquanto os tolos constroem muros.” Esta frase de T’Challa, personagem principal de Pantera negra, ressalta a importância das ações humanitárias nas questões políticas e ideológicas.

O primeiro filme solo do super-herói Pantera Negra, da Marvel Comics, apresentou no cinema uma mistura de ficção e realidade, trazendo protagonismo à população negra africana, exaltando sua cultura e enaltecendo suas origens.

Embora a subjugação dos africanos por outras nações e a escravidão sejam citadas na trama, o longa-metragem traz uma nova abordagem sobre ricas histórias e reinados no continente. 

Prestes a assumir o trono deixado por seu pai, T’Challa tem sua história narrada durante o recebimento dos poderes passados entre as gerações da sua família. É interessante notar que a figura feminina é valorizada na trama como fundamental na resolução de problemas e o elenco é quase todo composto por atores negros.

Esse sucesso de bilheteria é importante para reflexão sobre o processo de colonização do continente e suas consequências. É também um convite ao conhecimento, instigando o interesse pela história da África. 

7. Raça (2016)

raça

"Desejo, determinação, disciplina e sacrifício separam o primeiro do segundo lugar." A frase dita por James Cleveland Owens, conhecido como Jesse Owens, resume o que o filme Raça apresenta sobre a história desse atleta norte-americano.

Esporte, Olimpíadas, racismo e nazismo estão juntos nessa produção dirigida por Stephen Hopkins. Não bastasse a segregação racial vivida nos Estados Unidos na década de 30, o jovem afro-americano passa por outro desafio, que é entrar em um estádio olímpico lotado de alemãs no período em que Hitler estava no poder. 

Durante as Olimpíadas de Berlim em 1936, esse homem provou que a teoria da supremacia racial, ideologia nazista, estava errada ao quebrar vários recordes e se tornar mundialmente conhecido por ganhar 4 medalhas de ouro nos 100 e 200 metros rasos, salto em distância e no revezamento 4x100m.

Assista a essa produção e acompanhe Jesse Owens desenvolver suas habilidades, treinar e vencer enquanto os alemãs cantavam “Deutschland, Deutschland über Alles” (“Alemanha acima de todos“, em português). 

Para conhecer outras pessoas que fizeram história no Brasil e no mundo, leia também: Dia da Consciência Negra: pessoas que fizeram história