O ano 2022 no calendário gregoriano corresponde ao ano 4720, ano do tigre, no calendário chinês. Esse ano inicia-se em 1 de fevereiro e terminará em 21 de janeiro de 2023.

O calendário chinês é o sistema de contagem do tempo mais antigo da história. Ainda antes de Cristo os chineses o adotaram, até o mesmo ter sido substituído pelo calendário gregoriano em 1949.

Hoje, o calendário chinês é utilizado apenas na comemoração de datas importantes, tais como para escolher a data de casamento ou da abertura de um negócio, para comemorar o Ano-Novo Chinês, entre outros.

Atualmente, os chineses utilizam o calendário gregoriano, calendário solar utilizado no Brasil e na maior parte do mundo.

Ano chinês

O ano-novo chinês começa no primeiro em que a lua está na fase nova. É uma data móvel, ou seja, ele nunca acontece no mesmo dia, no entanto, sempre começa e termina entre 21 de janeiro e 21 de fevereiro.

No calendário chinês, cada ciclo tem a duração de 12 anos, os quais têm o nome de um animal baseado em um sistema de crenças.

A ordem tradicional dos animais é: rato, boi, tigre, coelho, dragão, serpente, cavalo, carneiro, macaco, galo, cão e porco. Portanto, cada vez que acaba um ciclo, com o ano do porco, começa um novo, com o ano do rato.

Os últimos anos regidos por cada animal do zodíaco chinês são:

Ano do rato: 1912, 1924, 1936, 1948, 1960, 1972, 1984, 1996, 2008 e 2020.
Ano do boi: 1913, 1925, 1937, 1949, 1961, 1973, 1985, 1997, 2009 e 2021.
Ano do tigre: 1914, 1926, 1938, 1950, 1962, 1974, 1986, 1998, 2010 e 2022.
Ano do coelho: 1915, 1927, 1939, 1951, 1963, 1975, 1987, 1999, 2011, 2023.
Ano do dragão: 1916, 1928, 1940, 1952, 1964, 1976, 1988, 2000, 2012, 2024.
Ano da serpente: 1917, 1929, 1941, 1953, 1965, 1977, 1989, 2001, 2013, 2025.
Ano do cavalo: 1918, 1930, 1942, 1954, 1966, 1978, 1990, 2002, 2014, 2026.
Ano do carneiro: 1919, 1931, 1943, 1955, 1967, 1979, 1991, 2003, 2015, 2027.
Ano do macaco: 1920, 1932, 1944, 1956, 1968, 1980, 1992, 2004, 2016 e 2028.
Ano do galo: 1921, 1933, 1945, 1957, 1969, 1981, 1993, 2005, 2017 e 2029.
Ano do cão: 1922, 1934, 1946, 1958, 1970, 1982, 1994, 2006, 2018 e 2030.
Ano do porco: 1923, 1935, 1947, 1959, 1971, 1983, 1995, 2007, 2019 e 2031.

Feriados chineses

A China tem uma rica cultura, por isso suas festas são repletas de tradição e simbologia. No país são comemorados 7 feriados oficiais e em 2022 são celebrados em:

  • Ano-novo em 1 de janeiro de 2022;
  • Ano-novo chinês em 1 de fevereiro de 2022;
  • Festival Qingming em 4 de abril de 2022;
  • Dia Internacional do Trabalho em 1 de maio de 2022;
  • Festival Duanwu em 3 de junho de 2022;
  • Festival da Lua em 10 de setembro de 2022;
  • Dia Nacional da China em 1 de outubro de 2022.

O ano-novo, como celebrado ao redor do mundo, é comemorado no primeiro dia do calendário gregoriano. A festividade dura 3 dias contando do dia primeiro.

O ano-novo chinês é celebrado no 1º dia do 1º mês lunar, ou seja, na primeira lua nova do ano. O Festival da Primavera comemora o início do ano chinês no calendário lunissolar e dura oficialmente 7 dias, contando a partir da véspera da data do novo ano.

O Festival Qingming acontece por 3 dias em abril, pois inclui o feriado que ocorre no dia 4 ou 5, e é utilizado para relembrar e homenagear os ancestrais, assim como nosso Dia de Finados.

O Dia Internacional do Trabalho é uma data celebrada ao redor do mundo e que os chineses usufruem de 3 dias de descanso.

O Festival Duanwu ou Festival do Barco-Dragão tem duração de 3 dias a partir do 5º dia do 5º mês lunar em homenagem ao poeta chinês Qu Yuan (340 a 278 a.C) e a lenda relacionada a ele que tem mais de 2500 anos.

O Festival da Lua ou Festival do Meio Outono celebra-se por 3 dias a partir do 15º dia do 8º mês lunar. Para a comemoração são produzidos os moon cakes, que seriam como os nossos ovos de chocolate para celebrar a Páscoa.

O Dia Nacional celebra a criação da República Popular da China desde 1949. A Semana Dourada ou Semana de Ouro é a festividade de 7 dias a partir da data.

Como o calendário chinês funciona?

O calendário chinês é lunissolar. Isso significa que ele utiliza o Sol e a Lua na sua contagem. Essa cronometragem híbrida do tempo é feita pela observação da órbita da Lua ao redor da Terra e do movimento da Terra em volta do Sol.

Esse tipo de sistema era utilizado principalmente na China antiga com o intuito principal de organizar as atividades agrícolas da civilização. Anualmente, os astrônomos do império preparavam o calendário com base nas suas observações da posição da Lua e do Sol.

O início do ano se baseia no surgimento da primeira lua nova, portanto os meses do calendário, que alternam entre 29 e 30 dias, correspondem a 12 ciclos lunares completos.

De acordo com o ciclo lunar, o ano teria 354 dias, no entanto, a cada três anos um mês intercalar é acrescentado ao calendário para se manter em sintonia com um ano solar, que apresenta cerca de 365 dias.

É o acontece de forma parecida com o nosso calendário, quando a cada 4 anos, nos anos bissextos, é acrescentado 1 dia no mês de fevereiro. Com a adição de um mês, o ano no calendário chinês passa a ter 13 meses e 384 ou 385 dias.

Origem do calendário chinês

Acredita-se que o calendário chinês, o mais antigo da história, foi criado em 2637 a.C. pelo imperador Huang Di, conhecido como o Imperador Amarelo.

Conheça 8 tipos de calendários utilizados no mundo.