O ano de 2019 será marcado por 2 eclipses da Lua, sendo o primeiro um eclipse total e o segundo parcial.

Os dois poderão ser vistos em solo brasileiro. 

Vale lembrar que o fenômeno ocorre ao menos 2 vezes por ano e sempre na fase da Lua cheia. 

21 de janeiro: Eclipse Total

eclipse lunar total
Foto mostra todas as fases de um eclipse lunar total

O primeiro eclipse do ano acontece em 21 de janeiro. Na ocasião, o satélite lunar é totalmente encoberto pela sombra da Terra. 

O fenômeno atingirá seu ápice às 5 h e 13 min e será visível no Brasil e países das Américas, Europa e África.

O próximo eclipse desse tipo ocorrerá em 16 de maio de 2022.

Saiba mais sobre esse Eclipse Total da Lua.

16 de julho: Eclipse Parcial

eclipse lunar parcial
No eclipse lunar parcial, apenas uma parte da Lua é encoberta pela sombra da Terra

O segundo eclipse do ano será dia 16 de julho. Nesse, a Lua ficará parcialmente encoberta pela sombra projetada do Planeta Terra.

Ele poderá ser visto no Brasil, além dos outros países da América do Sul, Europa, África, Ásia e Austrália.

O ponto máximo do fenômeno será às 21 h e 31 min.

Como acontece o Eclipse Lunar?

eclipse lunar
Observe esse esquema de como ocorre o eclipse lunar

Nessa ocasião, a Terra encontra-se posicionada entre o Sol e a Lua justamente na linha de intersecção da órbita de ambos, que é chamada de linha dos nodos.

Dessa forma, é produzida uma sombra da Terra que é projetada na Lua, encobrindo-a.

Quer entender as fases da Lua? Tudo sobre a duração das fases e suas características você encontra aqui: Fases da Lua.

Dicas para assistir aos eclipses lunares 

eclipse lua
Equipamentos como lunetas, telescópios e binóculos ajudam a observar melhor um eclipse lunar

Os eclipses lunares são acontecimentos importantes do ponto de vista astronômico e astrológico. 

Além disso, atraem a atenção e curiosidade de muitas pessoas, pois podem ser uma oportunidade de contemplação da natureza, proporcionando momentos de reflexão sobre nossa existência no universo.

Para uma melhor apreciação desses eventos, é recomendável que esteja longe de luzes artificias. Além disso, a vista deve estar desobstruída ao horizonte, por esse motivo, os grandes centros urbanos não são os melhores lugares para a observação.

Binóculos, lunetas e telescópios também são equipamentos muito bem-vindos ao assistir eclipses lunares. Não é preciso ter medo, ao contrário dos eclipses solares, os eclipses da Lua não oferecem risco à retina se observados a olho nu.

É sempre mais emocionante acompanhar ao vivo esse tipo de fenômeno, entretanto, se não conseguir, é possível assistir transmissões feitas na internet.

Sobre o eclipse solar você sabe mais aqui: Eclipse do Sol.